Está comprando ou vendendo um carro, mas não sabe como tornar a negociação segura e legal? Preparamos o passo a passo para você entender o processo sem esquentar a cabeça. Confira!

Para fazer a transferência de um veículo no Brasil de forma segura, é necessário seguir regras estabelecidas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Esta etapa acontece quando compramos ou vendemos um veículo e, para isso, é necessário formalizar o processo para ter valor legal.

É natural ficarmos receosos quando fazemos pela primeira vez transações como essas. São muito específicas. Por isso, vamos te ajudar a entender o processo de forma simplificada, desvendando possíveis complicações.

Como fazer a transferência de veículo?

Vamos ao que interessa! Elaboramos 7 passos para você tornar a venda ou compra do seu carro uma missão que poderíamos chamar de otimizada. 

É só prestar atenção aos detalhes de cada tarefa, reunir a documentação e você realizará a transferência da forma mais rápida possível. Vamos lá?

  1. Solicitar o CRV preenchido – O verso deverá estar preenchido com o valor da aquisição, o nome completo do vendedor, RG, CPF, endereço, local e data da negociação. Comprador e vendedor deverão assinar e em seguida autenticar em cartório.
  2. Comunicar a venda ao Detran – Esta é uma tarefa apenas do vendedor. Muitos cartórios já fazem isso ao reconhecerem a firma do comprador e do vendedor.
  3. Preencher o formulário de transferência – Esse é um processo feito no Detran. Muitos estados já oferecem o serviço online. Imprima o documento e emita o Documento de Arrecadação Estadual (DAE).
  4. Pagar a taxa de transferência e demais tributos – A taxa a ser paga é referente ao DAE antes emitido. Além disso, deverão ser pagos o IPVA e DPVAT e possíveis multas.
  5. Fazer a vistoria de veículo – Nesse caso o tipo de vistoria a ser feita será a vistoria de transferência. Vá com todos os documentos a uma Empresa Credenciada de Vistoria (ECV) e realize o procedimento.
  6. Procurar atendimento no Detran – Vá ao órgão de trânsito munido com todos os documentos e mais o laudo da vistoria, originais e cópias.
  7. Pegar novos documentos – Após alguns dias estabelecidos pelo Detran, retorne ao órgão para adquirir o CRV e CRLV com o nome do comprador e agora atual proprietário do veículo.

Documentos atualizados na compra e venda de veículos evitam punições indevidas

Realizar a transferência de veículo é importante não só por ser uma exigência do órgão de trânsito. Vamos te alertar para um detalhe importante: ao fazer a transferência, é assegurado que as futuras multas efetuadas pelo comprador do carro não sejam destinadas para você.

Cumprindo todas as etapas, sua carteira de habilitação estará isenta de uma punição injusta. Após a transferência você não será mais, por lei, responsável pelo veículo.

Ao ler nosso artigo, você agora está mais familiarizado com o tema. Afinal, procedimentos como transferência de veículos fazem parte do cotidiano de todos que possuem ou querem adquirir veículos. 

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas!

Menu