Um taxista de Portugal conseguiu alcançar a marca de 1,5 milhões de km rodados até que o motor acusasse desgaste por causa do tempo. 

Ainda em 2007, já corria solta a história do Toyota Tundra que alcançou a casa dos 1,6 milhões de km. 

Ambos os motoristas superam as estimativas dadas pelas fabricantes: a média de 200 mil km de vida útil para o motor, desde que observados hábitos minuciosos de manutenção e prevenção veicular

Saiba mais no nosso blog:

Entenda a nova lei que determina bloqueio de licenciamento para carros que não fizeram recall

A manutenção periódica, aliás, foi um dos segredos para ambos os motoristas. 

Victor Sheppard, por exemplo, o dono do Toyota Tundra, disse que rodou uma média anual de 200 mil km, com 117 visitas a concessionárias para serviços de manutenção do automóvel. A Toyota, aliás, presenteou o rapaz com um veículo novo após descobrir o grande feito. 

Que tipo de situação afeta o motor?

  • Baixa qualidade do combustível;
  • Trocas de marchas bruscas e forçadas;
  • Condução por estradas acidentadas podem antecipar a longevidade do motor do seu veículo. 

O combustível de baixa qualidade, por exemplo, pode gerar uma combustão inadequada além de prejudicar a própria estrutura do instrumento. Já a força que se coloca na troca de marchas bruscas acaba gerando uma pressão desnecessária em cima do motor, elevando o risco de perda. 

Saiba mais no nosso blog:

O que é, como e onde fazer a vistoria para transferência de um veículo?

Além do mais, a estrutura física do motor pode ser afetada pelo movimento agressivo ocasionado pelas estradas acidentadas ou esburacadas. Por isso, evite tais práticas. 

Como identificar a necessidade de trocar o motor?

Dizem por aí que o dono do veículo geralmente sabe quando ele pode socorro. E fora instinto, não resta muito a ser feito para um leigo. 

A solução é sempre recorrer a manutenção periódica, de modo que um profissional possa diagnosticar, pelo bem ou pelo mal, como se encontra a qualidade do do seu motor. 

Saiba mais no nosso blog:

Confira os itens de segurança obrigatórios para seu veículo

São nessas ocasiões, aliás, que outras medidas podem – assim como devem – ser adotadas como a troca de óleo e de filtros no prazo dado pelo fabricante, pois isso aumenta a vida útil do seu motor. 

Essas recomendações sempre vão poder ser esclarecidas pelos profissionais responsáveis pelo diagnóstico e manutenção. Por isso, se você quer ser o próximo motorista a chegar na casa dos milhões de quilômetros rodados, adote hábitos de prevenção e manutenção veicular. 

Se você gostou desse conteúdo, curta e compartilhe com os amigos.

Menu