A inspeção de um carro usado ou seminovo na hora da compra deve passar pela análise da sua quilometragem. Mas por que a quilometragem é um requisito tão importante na hora de avaliar um carro? Isso tem ligação com alguns critérios que precisam ser levados em conta para conhecer o histórico do veículo. Se você está na fase da pesquisa pelo melhor carro seminovo, fique conosco para ter dicas muito importantes. Afinal, nada melhor do que estar seguro do que realmente precisa ser observado para não levar para casa um carro em más condições

Você sabia que a quilometragem afeta o valor do carro?

Para compreender a relação da quilometragem com o valor do carro é muito simples. A lógica é a seguinte: quanto maior a quilometragem, maior o número de viagens do carro, portanto maior o desgaste das peças. Mas você deve estar se perguntando qual a referência que se deve ter para considerar que o carro rodou muito ou pouco, e nós te respondemos com números. Em uma média de 30 km por dia, o ideal é que em um ano, o carro tenha circulado
cerca de 10 mil km. Sendo assim, veículos que tenham a quilometragem entre 10 e 60 mil tendem a ter um valor mais competitivo do que outro que registra 100 mil quilômetros rodados. Porém, assim como na vida, a avaliação de um carro pode não ser tão exata. Pode acontecer de, mesmo que o seminovo apresente uma quilometragem alta, ele passou por todas as revisões e manutenções necessárias, e apresenta ótimas condições para uso. Por outro lado, mesmo que seja antigo, o carro mostra uma
quilometragem baixa por não ter sido muito utilizado. Essa conta quilometragem x preço pode não casar com a realidade também em casos de adulteração. Sim! Infelizmente, existem muitos casos de carros seminovos com a quilometragem modificada por golpistas. Ai, vale muito a pena aprender como avaliar se houve alteração. Veja como, a seguir.

Como saber se a quilometragem do carro foi adulterada?

Essa é uma ótima pergunta. E mais do que isso, é fundamental saber respondê-la para fazer uma compra segura. Então continue conosco e descubra como
identificar se aquele carro seminovo que você escolheu passou ou não pela mão de golpistas. As adulterações na quilometragem dos carros eram muito mais fáceis de serem
feitas. Isso porque o aparelho que media a distância percorrida pelo veículo eram os odômetros analógicos. Com o tempo, a peça foi se modernizando e dificultando os golpes. A identificação de adulterações pode acontecer durante a vistoria. Um scanner eletrônico detecta rapidamente se houve alguma alteração e assim você não terá
entrado para a lista dos compradores enganados. Embora a tecnologia faça o trabalho por você, é importante estar atento aos números e em outras características de rodagem para saber se a quilometragem não foi modificada. Confira as mais importantes abaixo.

Funcionamento do odômetro

O primeiro passo é verificar se a quilometragem está em torno de 12 mil quilômetros ao ano. Essa é a média que deve ser considerada para os brasileiros. Muitos odômetros podem ser pausados ou reiniciados pelo motorista com o objetivo de controlar o gasto de combustível. Porém, essa mensuração é diferente do total de quilometragem, por isso olhe atentamente para confirmar os valores.

Tabela de quilometragem por estado

Cada região tem a sua própria média de quilometragem de carros. Logo essa avaliação deve ser feita com base na realidade local. Quer um exemplo? Segundo o levantamento da Kelley Blue Book – KBB Brasil, os motoristas de Pernambuco rodam ao ano uma média de 11 mil quilômetros, enquanto que em Tocantins essa média sobe para 17 mil.

Diferença de quilometragem por categoria

Em geral, o porte do carro pode fazer toda diferença. Um carro utilitário mais
rodado, pode valer mais a pena do que um carro de passeio com quilometragem
baixa. Isso quando se considera o seu valor e os adicionais.

Estado dos pneus

A condição do carro pode ser revelada claramente a partir do estado dos pneus.
A vida média de um pneu gira em torno de 50 mil quilômetros. Se por acaso, ao
avaliar o carro você ver que o odômetro registra 25 mil, porém os pneus estão
muito gastos, tenha certeza que há algo de errado.

Um carro de alta quilometragem pode ser vantajoso?

Mesmo que você identifique que o carro seminovo já rodou bastante, existem casos que ainda assim, ele pode ser uma aquisição interessante. Se as condições
estiverem boas e o valor agregado do carro estiver razoável, nada impede que ele seja o carro certo para você. Para ter a certeza de que suas impressões estão corretas, o melhor a fazer é buscar por um profissional qualificado para realizar a vistoria. A nossa equipe está preparada para lhe auxiliar nesse processo. Basta entrar em contato e
agendar o serviço.

Seja um consumidor atento

Esperamos que você leve em conta as nossas dicas na hora de escolher o seu próximo carro. Estar atento a todos os detalhes, como a quilometragem do carro, é muito importante para se certificar de que não está trocando gato por lebre. Conte com a Engevel para ter uma excelente compra e poder viver bons momentos com o carro que você escolher.

Menu