É raro nos depararmos com histórias de pessoas que, de uma hora para outra, adquiriram um veículo sem terem se preparado para isso. Afinal, um carro é um bem que precisa ser duradouro e que não traga problemas, e sim soluções. Para que todo o preparo não tenha sido em vão, uma pergunta precisa ser feita: a procedência do carro em vista é confiável?  

A vistoria cautelar vem para responder esse questionamento e te dar a tranquilidade que você precisa para usufruir do seu tão planejado carro. 

Esse artigo tem o objetivo de mostrar as vantagens da vistoria cautelar. Só esse procedimento pode, oficialmente, atestar que o carro seminovo que você está adquirindo está isento de ilegalidades. 

Antes de passarmos para os seus benefícios, é importante que você fique por dentro sobre como funciona a vistoria cautelar.  Vamos conferir? 

Como funciona a vistoria cautelar?

Quando o carro em questão chega a uma empresa especializada para uma vistoria cautelar, ele passa por um check-up completo. Pontos importantes para atestar a condição mecânica do veículo são levados em conta. Mas o diferencial desse tipo de vistoria é a checagem burocrática. Através dela se descobre se o carro foi clonado e se há pendências financeiras relacionadas a ele. Esse tipo de laudo pode facilitar na revenda do carro posteriormente, se for o caso.

Descubra 5 vantagens da vistoria cautelar  

Agora que você já sabe como funciona a vistoria cautelar, vamos para as suas vantagens. Destacamos 5 benefícios mais importantes, para que você, antes de adquirir um carro seminovo, não deixe de passar por essa importante etapa. Veja:

  1. Evita a compra de carros seminovos com problemas mecânicos crônicos. O risco de ser enganado por um mecânico não existe, pois a vistoria é realizada por uma empresa especializada e não por quem está interessado em vender o carro.
  2. Permite descobrir se o carro tem restrições judiciais. Em muitos casos, os carros são penhorados e envolvidos em processos judiciais. Quando isso é descoberto pela vistoria, a sua venda não é autorizada.
  3. Identifica se o carro passou por repintura. A repintura pode ser um sinal de que o carro é sinistrado. Traduzindo, se ele passou por um acidente e recebeu indenização do seguro. Porém não é um fator decisivo para que se conclua o sinistro, serve como alerta.
  4. Descobre se o veículo passou por um sinistro. A vistoria consegue identificar problemas mecânicos profundos no veículo, gerados por acidentes. O veículo sinistrado não é habitualmente aceito pelas seguradoras.  
  5. Checa a procedência do veículo. Apenas a vistoria cautelar consegue detectar a procedência. Levanta informações sobre os seus donos, por onde ele esteve e o que aconteceu durante todo esse tempo.  

Conclusão

Ao passar por uma vistoria cautelar, a procedência e as condições físicas do carro seminovo que você pretende comprar não serão mais um mistério. Todas as informações serão levantadas a partir de comprovação legal. Cá entre nós, é muito bom efetuar um negócio com todas as garantias, não é mesmo?

Menu